VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

sábado, 15 de maio de 2010

A dança impele o meu corpo
Aos movimentos
Ainda, não des-velados,
Aos estados de alma
Ainda, ocultos,
Porque os manifesta,
Porque os torna vivos,
Numa des-coberta
Permanente
Do sentir e dos sentidos
Holisticamente conjugados.

A música embala,
Move e comove,
Numa dimensão universal
Que corpos e almas harmoniza,
Em plena comunhão
De um estar único.

Isabel Rosete
Enviar um comentário