VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Passo pelas ruas

Vejo as gentes,

Escuto os seus pensamentos

Ora de alegria, ora de medo,

Ora de felicidade, ora de tédio,

Como um Anjo invisivelmente presente

Nas orelhas o mundo.



Todos se cruzam e entre-cruzam

No espaço cósmico universal

Ora em sintonia, ora em des-fazamento,

Ora em serenidade, ora em agonia.



Aí estais, gentes dis-persas

Só, em aparência, desapartadas,

Des-agregadas de todos vós

E de todos os outros que também

São vós na sua natural

Identidade e diferença específicas.



IR, 19/03/2009
Enviar um comentário