VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

No silêncio da Morte,
Enquanto Deus dorme,
Movo-me, leve, pelos espaços astrais.
A paz dos Anjos, em vigília
Permanente, acompanha-me
Com ternura e serenidade.
A minha alma, então,
Sossega e adormece
Na tranquilidade da Eternidade.

Isabel Rosete

Enviar um comentário