VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

quarta-feira, 29 de maio de 2013

CANTO, por Isabel Rosete



Aqui, neste dia pouco agradável,
Apesar do cinza,
Os raios de Sol brilham.
Entram pela minha varanda,
Cheia de flores desabrochadas,
Pela sacada desta minha biblioteca/escritório,
De onde vos escrevo.
A ventania, porém, é imensa e indesejável.
Porta fechada ao vento;
Porta aberta à luz,
Que encanta o meu canário,
Que canta por ele e por mim.

Isabel Rosete,
17/05/2013
Enviar um comentário