VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

domingo, 12 de maio de 2013

MALES, por Isabel Rosete


Que para bem longe vá

A Hipocrisia pestilenta,

Que transfigura a verdadeira

Face da Humanidade;

Que para bem longe vá

O Fútil reino das aparências,

Que ofusca os olhos inocentes;

Que para bem longe vá

A língua perversa das mentes execráveis,

Sem bom-senso, nem ordem;

Que para bem longe vá

A falsa caridade dos oportunistas,

Mergulhados no seu diabólico egocentrismo.

Isabel Rosete
Enviar um comentário