VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

António Pinho Vargas - uma já antiga (guitar)



"NADA É ANTIGO", por Isabel Rosete
(Sob a inspiração de António Pinho Vargas)

«Nada é antigo.
Nada é extemporâneo.
O Tempo tem o seu tempo
Em todo o tempo sem barreiras físicas,
Sem freios de qualquer espécie.
O Tempo dá-se no devir de si próprio,
Corre e percorre-nos
Num presente que é passado e futuro.»
Isabel Rosete
Enviar um comentário