VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Sinto a Humanidade

Sinto a Humanidade
Penso nos Homens
No Mundo que criaram
Em pleno estado de agitação…

Os meus horizontes auditivos alargam-se
Escuto o pulsar assustador
Dos corações
Aflitos
Amargurados
Despedaçados…

Já não ousam mais sonhar
Já não ousam mais esperar…

Numa aura longínqua
Sentem
Pressintam
A vizinhança
Da salvação…

A fonte da Fé
Secou…

Cristo
Já não é milagreiro…

Violência
Crime…

Desacato
Insanidade…

Enchem
E preenchem
A panóplia
Do Mundo em que vivemos...

Isabel Rosete
14/07/07
23/01/08
Enviar um comentário