VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

quarta-feira, 5 de março de 2008

Abomino o egocentrismo
Das “mentes brilhantes”
Apenas voltadas
Para as suas entranhas…

Incomoda-me a ilusão da vã glória
Os soltos pedaços de vulgaridade
Das gentes
Que vagueiam sem destino…

Revolta-me a dor dos inocentes
O sofrimento silencioso
Das mentes escravizadas
A consagração fascista
Dos insolentes tiranos…

Desprezo os discursos demagógicos
A hipocrisia dos “defensores” da Pátria
A alucinação dos “salvadores” nacionais
A promessa adiado das falsas promessas…

Isabel Rosete
10/01/08
26/01/08
Enviar um comentário