VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Pensamentos Dispersos

Por: Isabel Rosete

30/04/2008


I.
Caminho pelas estradas da Vida.
Não sei onde vou parar…

II.
A pujança da escrita
Enobrece-me a Alma.
Torna-a sensível,
Sempre desperta
Para os infinitos traços
Dos exasperáveis actos dos Homens,
Que avançam,
Sem auto-crítica,
Sem racionalidade…

III.
O destino desloca-me.
Não sei para onde vou!

Caminho por todas as estradas.
Não encontro o meu rumo!

Vagueio pelos trilhos do Pensamento.
Não me reconheço mais!

Procuro a serenidade nos olhares dos outros.
Não encontro o seu verdadeiro viso!

Ergo-me, magnânime, afirmando a minha identidade.
Não escuto senão a dissimulada hipocrisia!
Enviar um comentário