VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009


Das Fontes,
Já não jorram mais
As águas cristalinas.

Dos mares,
Já não ecoam mais
Os cantos das sereias.

Das Estrelas,
Já não renasce mais
O brilho duradoiro.

Da Terra,
Já não desponta mais
A fonte da Salvação.

Da Humanidade,
Já não eclode mais
O grito do perdão.

Isabel Rosete
Enviar um comentário