VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Talvez viva um mundo que não existe,
Talvez viva um mundo que é só meu
Numa solidão imensa que me atrofia,
Por dentro, no mais íntimo de mim.

IR, 13/12/2010
Enviar um comentário