VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Os nossos Mundos
Encontram-se e des-encontram-se
No des-amor.

È a eterna luta
De todos os amantes
No acordo e des-acordo
Das suas paixões,
Inconscientes.

Libinalmente,
Unem-se.
Racionalmente,
Separam-se.

Regressa, ciclicamente, o perene conflito
Dos sentidos e da razão,
Presente,
Em todos os amores.

Isabel Rosete
Enviar um comentário