VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011


Chora mulher.

O teu homem foi levado pelo mar,

Enrolado no sal das águas que o conserva.



Mas…, espera. Não caias por terra.

Ninguém assim to ordenou.

Ainda não tens a campa.

Ainda não tens a lápide.

Ainda não tens as velas ou a lamparina.

Ainda não tens nem a floreira

Nem o crucifixo, nem o corpo.

Ainda não chegaram as carpideiras

Para contigo o chorar.

Ainda não chegou o padre

Para lhe dar a extrema unção.

Queres enterrá-lo de forma infame

Sem que ele se tenha redimido

Dos seus vastos pecados?



Não chores, ainda, mulher.

Talvez o teu homem venha com a próxima maré.

Espera-o na beira da praia.



IR, 16/08/2011

Enviar um comentário