VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

domingo, 23 de março de 2008

Não quero lançar-me
No mar infinito
Dos desejos indiscretos

Enrolo-me na solidão
Dos silêncios
Do ainda não dito
Do ainda não pensado

A ressonância calorosa das ondas
Nas marés-altas
Conforta-me

Desperta-me
Para os segredos da Criação
Para o devir contínuo
Da marcha do Mundo
Sem pausas…

Isabel Rosete
08/03/08
Enviar um comentário