VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

O Mar faz ecoar,
Ao longe,
O doce e ilusório canto das sereias.

Pelos marinheiros
Não chamam!
Mas entoam os sons últimos
Das vozes nele caladas
Pelos estrondos sons dos canhões
Que, para sempre, as submergiram
Sem dó!

Isabel Rosete
Enviar um comentário