VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

terça-feira, 24 de novembro de 2009


A Paz flui dentro de mim
Num ritmo suave e sereno.
Apenas escuto o Silêncio
E o cadenciado chilrear dos pardais
Ora
Poisados nas árvores agrestes
Ora
Caminhando pela terra ardente
Na recolha das últimas migalhas.

Lembro-me de ti!
Já não te amo mais!
Já não te quero,
Nunca mais!

Ah, se o amor por ti
Voltasse!
Como seria
De novo
Infeliz!

Como se desprenderiam
Todos os fragmentos de mim!

25/11/2009
Isabel Rosete
Enviar um comentário