VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Amo a Arte

Amo a Arte
A mais nobre invenção
Do espírito humano…

A si tudo chama
Clama…
Canta…
Eterniza…
Epifaniza…

Na mostração de um tempo outro
O artista dá-se
Na sua identidade
Iluminatória

Um ente hábil
Tudo vê
Tudo acolhe
Recolhe…
Escuta…

Permanece
Intacto
No espaço universal
Junto das orelhas da Terra
Em constante grito de alerta…

Move-se
Contra as degeneradas
Investidas tecnológicas

Remove-se
Contra os desequilíbrios
Eco-sistemáticos

Protesta
Contra as artimanhas
Do progresso
Que sempre avança
Sem auto-crítica
Sem racionalidade…

Isabel Rosete
26/05/2007
25/01/08
Enviar um comentário