VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Sei o que sou.
Mas, não me vejo.

Apenas escuto
A voz da minha consciência,
Nem sempre atormentada.

Paro
Perante mim própria.
Não tenho espelho.
Não sou Narciso.

Sou.
Simplesmente,
Sou,
Eu mesma
E o meu Ego.

Não me perguntem nada.
Sigo,
Apenas,
Por onde os meus passos me levam.

O resto?
O resto
É intromissão em espaço alheio…

Isabel Rosete
02/09/07
Enviar um comentário