VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

quarta-feira, 12 de março de 2008

O Mundo está aí…

Não poupa a cegueira branca
Das almas puras

Desprotegidas
Das garras escondidas…

Não oferece gratidão
Aos nobres espíritos

Não escuta os gritos de alerta
Da Natureza desolada…

Não sente os odores da Terra
O chamamento das coisas simples

A singeleza do desabrochar das flores
A leveza do correr das aguas puras…

Não perpetua o poder da Paz
A força do Amor

As dádivas da Criação
O jorrar originário das Fontes…

A serenidade dos céus
O brilho translúcido das estrelas…

A transparência dos raios solares
A magnitude da Lua cheia

O livre voo dos pássaros
A frescura das árvores onde pousam…

Isabel Rosete
10/01/08
26/01/08
Enviar um comentário