VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Recuso-me a aceitar
A marca perpétua
Do sofrimento.

Que as mágoas
Libertem o meu espírito;

Que as franjas da alegria
Invadam a minha alma;

Que os raios do optimismo
Cubram o meu rosto,

Que os melodiosos sons dos pássaros
Dominem a minha mente,
Prenhe de fertilidade.

Isabel Rosete
07/02/08
Enviar um comentário