VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Como odeio este Mundo
De sorrisos semi-cerrados
De olhares pardacentos
D escutas falsificadas
Pelo fanatismo retórico
Dos demagogos das estatísticas forjadas
Dos cínicos motes
Das aparências das aparências
Da arrogância das gentes
Snobes
Presas à enganosa cultura
Da ignorância mal-disfraçada.

Isabel Rosete
Enviar um comentário