VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Se penso no Universo
Penso
No louvor da Criação
Nas dádivas
Da Natureza
Na harmonia
Dos átomos e das moléculas
No sangue
Que em todas as veias corre
Na seiva
Que todas as almas vivifica.

Se penso no Universo
Penso
No esplendor
De todos os sons
Na beleza
Conjugada
De todas as cores
Na serenidade
Encantatória
Dos olhares apaixonados
Na marca
Singela
De cada individualidade.

Se penso no Universo
Penso
Na extraordinária beleza
Da diversidade
No suculento sumo
De todos os futuros
Ainda não apodrecidos
Na embriaguez
Da comunhão dos corpos
Na libidinal textura
Dos instintos indiscretos.

Isabel Rosete
Enviar um comentário